Cyberian
Bem vindo a Galaxia de Andrômeda. Onde 4 mundos distintos lutam por sua sobrevivência. Naves espaciais, magia, monstros, tesouros e robôs gigantes... Sim... Robôs gigantes.
Staff
Mercado dos planetas
Últimos assuntos
» Capítulo 4 - O Troco (em construção)
por Gabriel D. Sperb Seg Set 29, 2014 12:00 am

» Capítulo 3 - A Guerreira
por Gabriel D. Sperb Seg Set 22, 2014 7:18 pm

» Capítulo 2 - O pirata espacial
por Dreec Morris Dom Set 21, 2014 8:54 pm

» Capítulo 1 - O caçador
por Gabriel D. Sperb Dom Set 21, 2014 5:22 pm

» Registro De Avatares Masculinos
por Hannaby Ter Jan 28, 2014 5:29 pm

» Ficha de Hannaby
por Hannaby Ter Jan 28, 2014 5:19 pm

» Kraken Lamuriante
por Taroth Qui Jan 23, 2014 5:38 pm

» A Praia
por Taroth Qui Jan 23, 2014 5:29 pm

» Vale dos Contos
por Taroth Qui Jan 23, 2014 5:18 pm

» Subterrâneo da fortaleza
por Taroth Qui Jan 23, 2014 4:54 pm

Parceiros
Fórum grátis


FP Hradagast

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

FP Hradagast

Mensagem por Hradagast em Qua Set 25, 2013 10:52 pm

Ficha do Personagem

-Hradagast-



Nome: Hradagast

Idade: 20 anos

Raça: Elemental

Profissão: Magistrado

Grupo: [ ---]

Descrição física: Pele clara, olho azul, cabelos de corte curto e cor preta, corpo sem manchas ou cicatriz.  1,83 de altura, 72kg.

Descrição psicológica: calmo, amoro com a natureza e com os animas (Algumas pessoas também), não gosta de covardia, odeia pessoas arrogantes. Quando está irritado o mesmo se tranca por dias em sua casa para meditar. Odeia a palavra "morte" e tudo que vem dela.

Atributos:

• HP: 2
• Força: 1
• Precisão: 2
• Agilidade: 1
• Conhecimento:2
• Defesa: 2

Armas: Cajado (1,50m altura), Athame (Pequeno punhal, 25cm)

Historia:

Em uma pequena vila no reino de Artaks vivia uma família como todas as outras, normal. No quintal daquela casa podia se ver todos os dias, três pequenas crianças que brincavam tranquilamente sem se preocupar com nada, sua mãe era responsável por eles e pela casa e seu pai era policial, quase nunca aparecia em casa, mas quando vinha, trazia com ele muito brinquedos.

Um dia, as crianças e sua mãe saíram para fazer compras no centro da cidade, Valkiria, a mais velha sempre ajudava sua mãe com as sacolas, enquanto Hradagast (Irmão do meio) e Zeus (caçula) sempre ia apostando corrida na frente.

- Meus filhos, cuidado, vocês podem cair. – Dizia sua mãe.

- Os deixe mamãe. Se caírem vai ser bem feito – respondeu Valkiria.

- Minha filha, por favor, não fale assim de seus irmãos.

A viagem continuou por alguns minutos até que finalmente a família chegou em casa. Valkiria e sua mãe foram para a cozinha preparar o almoço enquanto Hradagast e Zeus foram para o quintal. Corriam para um lado, depois para o outro sem parar até que Zeus reparou uma coisa estranha não muito longe da li.

- Mamãe, mamãe. Vem ver isso! – Gritou o pequeno garoto.

- O que foi, meu pequenino? – Antes que Zeus respondesse a pergunta de sua mãe, ela já havia vido a resposta. Era um exercito de comerciantes de escravos, mas havia algo diferente, eles não estavam prendendo, estavam matando.
Vendo aquilo todo acontecendo, a jovem mãe pegou seus três filhos e começou a correr para longe da li, precisava se esconder em algum lugar. Foi aí que aconteceu. Uma grande explosão fez com que todos fossem jogados para longe, tudo ficou escuro.

---------------------------------------------------------------------

Hrasdagast finalmente acordou, mas logo notou que não estava perto de sua mãe e seus irmão e ao menos sabia onde estava. Foi amparado por um Magistrado e levado para sua casa. O pobre garoto teve a noticia da morte de seus irmão e sua mãe, então foi adotado pelo Magistrado. O magistrado começou a educar Hradagast o ensinando a ler e escrever e também a sobreviver, iam todos os finais de semana ficar na floresta comendo e bebendo o que ela os fornecia.

Aos dez anos de idade, Hradagast ganhou um presente de seu pai adotivo, o Magistrado prometera ao garoto que o ensinaria a arte da magia, então logo os ensinamentos começaram. Hradagast teve que se afastar das pessoas, de tudo, para se dedicar somente a magia.

Ao quinze anos o garoto já podia abrir círculos mágicos e invocar os espíritos da natureza. Produziu seu instrumento mágico, um cajado feito de um velho pinheiro com uma base de três galhos e no meio um pedaço de cristal era sustentado fixo no topo. Passava a maior parte dos dias na floresta e nos rios com os animais. Voltava sempre a noitinha para preparar a janta e arrumar a casa.

Aos Dezoito anos começou a trabalhar como Magistrado e passou a ter total aceso a biblioteca dos Magistrado, local onde se guarda todos os segredos da magia. Aos Dezenove anos perdei seu pai e mentor para a idade, isso fez o rapaz se isolar do mundo mais uma vez, vivendo traçado em casa ou na floresta, só aparece no trabalho. Alguns vizinhos até chegaram achar que o rapaz estaria morto.

Agora com vinte anos ele toca sua vida solitária muito ao lado da natureza, de tudo... Menos de alguns humanos e Elementares.
avatar
Hradagast

Mensagens : 7
Data de inscrição : 25/09/2013
Idade : 24
Localização : Mundo de Belorian

Ficha do personagem
Level: 1
Habilidades de Raça e Profissão:
Armas, Veiculos de combate e itens:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum